Cuidados Pré e Pós Cirúrgicos

Ser submetido a um procedimento cirúrgico não é uma experiência normal para a maioria de nós. Consequentemente, esta etapa do tratamento é invariavelmente acompanhada de algum grau de ansiedade. Conhecer todas as etapas do tratamento pode constituir um caminho para proporcionar mais conforto e tranquilidade.
Alguns cuidados antes e depois da cirurgia podem prevenir possíveis complicações e promover um resultado estético mais satisfatório.
A colaboração plena do paciente, seguindo as instruções dadas pelo cirurgião, e a ação dos profissionais da saúde têm grande importância no resultado da cirurgia.

COMEÇANDO AGORA
• Além da consulta médica, a realização de exames de sangue, eletrocardiograma e alguns exames de imagem fazem parte da avaliação pré- operatória de rotina. Estes exames visam demonstrar se o paciente apresenta alguma contraindicação à anestesia e ao procedimento cirúrgico. Dependendo do caso, exames mais complexos podem ser necessários, por isso uma avaliação clínica antes da cirurgia é recomendável. Afinal, a segurança deve ser uma prioridade absoluta em qualquer cirurgia plástica.
• Estude as orientações específicas da sua cirurgia, que servirão como guia durante o tratamento pós-operatório. A boa educação do paciente em relação às nuances do tratamento, tanto antes quanto depois da cirurgia, ajuda a diminuir a ansiedade e torna a recuperação mais tranquila e confortável. Não esqueça de confirmar o horário da sua internação e da cirurgia, solicitando ao seu médico instruções sobre a internação e os documentos necessários. Se houver qualquer dúvida, procure esclarecê-las com a equipe de seu médico antes da cirurgia.
• Procure organizar a sua agenda antecipadamente, levando em conta que a maioria das cirurgias plásticas exigirá alguns dias ou semanas de afastamento do trabalho e atividades esportivas.
• Procure organizar a ajuda de familiares ou funcionários durante os primeiros dias de recuperação em casa, já que neste período o repouso é necessário.
• Visando o seu conforto, sutiãs ou cintas devem ser adquiridos antes da cirurgia. Converse com o seu médico antes da compra para definir o tamanho adequado.
• Não fume por pelo menos um mês antes da cirurgia, para evitar alterações na circulação da pele que possa prejudicar a cicatrização.
• NÃO utilize bebidas alcoólicas por 7 dias antes da cirurgia.

O DIA ANTES DA CIRURGIA
• Não coma ou beba nada após as 23 horas.
• Organize a sua mala, que deve conter os exames pré-operatórios, documentos necessários, objetos pessoais e uma troca de roupa. Prefira roupas confortáveis e leves, dando preferência àquelas com botões e que sejam fáceis de vestir.
• Organize transporte para o hospital antecipadamente, visando evitar atrasos e ansiedade de última hora.

O DIA DA CIRURGIA
• Ao acordar, não coma ou beba nada! A anestesia deve ser realizada com o paciente de estômago vazio, visando evitar complicações respiratórias.
• Se você utiliza algum medicamento habitual (informe o seu médico sobre isso), estes podem ser tomados com um pequeno gole de água assim que você acordar.
• A higiene oral pode ser realizada normalmente, tomando cuidado para não engolir água.
• Não utilize hidratante, cremes, loções, qualquer tipo de maquiagem, ou esmaltes escuros, pois interferem nos aparelhos utilizados na anestesia.
• Procure chegar no hospital com antecedência, pois existem documentos a serem preenchidos antes da internação. É aconselhável a presença de um familiar ou amigo.
• Finalmente, procure relaxar!

NO HOSPITAL
Alguns minutos antes da cirurgia, você receberá uma roupa especial e um medicamento pré-anestésico visando induzir o sono e diminuir a ansiedade. Após alguns minutos, você será encaminhado ao centro cirúrgico, onde encontrará o anestesista e os demais membros da equipe (enfermeiras e cirurgiões). Quando entrar na sala de cirurgia, o anestesista iniciará os procedimentos de anestesia e monitorização, visando a sua segurança durante a cirurgia.

A SALA DE RECUPERAÇÃO
Após o término da cirurgia e a realização dos curativos, você será encaminhado à sala de recuperação. Nesta unidade, você permanecerá sob monitorização e será constantemente examinado por uma equipe de especialistas, visando garantir uma recuperação suave da anestesia. Fatores como hidratação, controle da dor, temperatura corpórea e função respiratória devem ser rigorosamente avaliados. A maioria dos pacientes tem condições de alta da sala de recuperação após 30 a 60 minutos. No quarto, sua recuperação será supervisionada pela equipe de enfermagem e pela equipe médica, através de visitas frequentes e regulares.

ALTA HOSPITALAR
O tempo de internação, que normalmente varia de 12 horas a 2 dias, depende do tipo de cirurgia realizada, da ocorrência de complicações e da resposta individual de cada paciente ao procedimento.
A permanência no hospital por mais tempo pode ser necessária, embora isto seja pouco frequente. Independente disso, a alta hospitalar deve ocorrer somente quando o paciente apresentar plenas condições de saúde. Portanto, não tenha pressa!
Ao receber alta, não se esqueça de organizar a presença de um adulto responsável para dirigir e acompanhá-lo. Marque a data de retorno ao consultório, onde o cirurgião supervisionará o seu processo de recuperação. Em caso de dúvida, ligue imediatamente para a equipe médica.

PÓS-OPERATÓRIO
A recuperação de uma cirurgia depende basicamente do tipo de operação e da reação do organismo, que varia entre as pessoas. Cada paciente tem necessidades, expectativas individuais e uma recuperação fisiológica padrão. Estes podem ser influenciados pela genética, rotina, período de vida cronológico e emocional, entre outros fatores variáveis. O principal do tratamento pós-operatório é a busca do controle do edema (inchaço) e manchas roxas que aparecem inevitavelmente após as cirurgias. O planejamento do tratamento no pós-operatório é amplamente variável e depende das características apresentadas na avaliação do tipo de cirurgia realizada, região corporal operada, técnica utilizada, tempo de pós operatório, para, então, identificar de que maneira se pode melhorar o curso dos acontecimentos.

ASPECTOS EMOCIONAIS APÓS A CIRURGIA
O apoio da família e dos amigos é fundamental durante o período de recuperação. Porém, ocasionalmente você ouvirá comentários de pessoas leigas que, apesar de não intencionais, podem levar a algum grau de instabilidade emocional. Portanto, procure confiar na capacidade e experiência do seu cirurgião – ele deve informar honestamente sobre o seu progresso e as expectativas em termos do resultado final.
Uma sensação de “depressão” é relativamente comum durante o período inicial após a realização de uma cirurgia plástica, devido às alterações ocasionadas pelo inchaço e as equimoses. Além disso, após a cirurgia, muitos pacientes esperam uma melhora instantânea da sua aparência, mesmo que racionalmente haja um entendimento que isto não ocorrerá. Consequentemente, podem surgir dúvidas em relação à decisão de ter realizado o procedimento. Relaxe, isso é normal! À medida que a cicatrização progride, estes pensamentos costumam desaparecer rapidamente. Se sentir tristeza, procure entender isso como uma fase natural do processo de recuperação – é uma fase transitória, que passa rápido.

Drenagem Linfática – Orientações Pré e Pós Operatórias

Qualquer ato cirúrgico pode constituir uma agressão tecidual que, mesmo bem direcionado, pode prejudicar a funcionalidade dos tecidos. Para minimizar estas alterações torna-se necessário e imprescindível a utilização de técnicas fisioterápicas de drenagem linfática manual associadas a vários outros recursos de eletroterapia, que vêm demonstrando alta eficácia e resultados positivos para a reabilitação do paciente. Normalmente, no atendimento pré-operatório, são passadas orientações gerais com relação à cirurgia que irá ser submetido. Esse também é o momento onde muitas dúvidas e angústias são sanadas e onde inicia-se a drenagem pré-operatória, extremamente benéfica ao paciente por atuar minimizando hematomas e acúmulo de líquido no pós-cirúrgico.

As sessões pós operatórias de drenagem linfática devem ser iniciadas após a liberação do médico que normalmente ocorre entre o 4° e o 7° dia após a realização da cirurgia.
Deve ser realizada por um profissional capacitado, que possua experiência no tratamento de pacientes em pós-operatório o qual deverá tomar bastante cuidado com a área operada. São realizadas massagens em todo o corpo afim de estimular a circulação linfática geral.

No início os movimentos são mais delicados, feitos de maneira lenta, com o intuito de diminuir o processo inflamatório provocado pela cirurgia. Geralmente, esse processo não é dolorido pois as manobras devem minimizar as queixas e otimizar os resultados da cirurgia, diminuindo o desconforto e os traumas para a paciente. Dessa forma o tratamento personalizado tem como objetivo principal prevenir e tratar: edemas, enfisema cutâneo, retrações cicatriciais, fibroses, lipoma, seroma, déficit de sensibilidade e contratura muscular.

Com relação aos recursos de eletroterapia, quando bem utilizados, podem diminuir o tempo de repouso do paciente, restaurar sua funcionalidade e acelerar sua recuperação, possibilitando a reintegração do indivíduo em suas atividades sociais pois atuarão prevenindo a formação de aderências, principal fator agravante no pós-operatório, que aumentam ainda mais o quadro edematoso, retardando a recuperação. Os protocolos personalizados de tratamento pré e pós operatórios realizados por profissionais preparados, treinados e experientes são consideradas um complemento indispensável para o sucesso da cirurgia.

Rinoplastia – Orientações Pós Operatória

Pós operatório:

Compreenda que cada organismo é único e comparar sinais, sintomas e resultados , principalmente nos primeiros dias, é perigoso e irrelevante. Há uma infinidade de variáveis que determinam o que ocorrerá nos primeiros dias de sua cirurgia como tipo de pele, procedimentos realizados, sangramento durante a cirurgia, clima, curativos entre outros. Portanto NÃO COMPRARE SEU PÓS OPERATÓRIO ao de ninguém.

O que devo fazer:

Você estará medicada para dor e prevenção de infecções bem como soluções para usar topicamente a fim de melhorar sua respiração e limpeza do nariz. Ocorrerão coriza, sangramento leve, entupimento nasal, dor , hematomas e inchaço de maior ou menor intensidade SIGA RIGOROSAMENTE AS ORIENTAÇÕES DA EQUIPE MÉDICA. Por favor não tire dúvidas ou tome qualquer conduta de outra pessoa , equipe médica ou redes sociais. Isso pode interferir no seu resultado.

Dos curativos :

Seu curativo e pontos serão trocados e retirados geralmente no sétimo dia de pós operatório , por mim ou pela equipe, dependendo da agenda e disponibilidade , no consultório. Poderá ser colocado novo curativo e retirado alguns pontos até o décimo quinto dia . Raramente se faz necessário uso de curativos por mais tempo. Orientações como massagens, pomadas ou gelo serão repassadas APENAS pela equipe médica.
Do retorno às atividades:
Você pode retornar às suas atividades normais quando se sentir capaz . O impedimento é social pelo curativo no seu rosto. As dores raramente lhe impedirão de realizar suas atividades básicas. Geralmente em sete dias você se sentirá apta a retornar ao trabalho ou estudo.

Do resultado:

Entenda que há uma grande diferença entre resultado imediato e resultado final. Quando tiramos o primeiro curativo você terá uma boa noção de seu resultado. Porém ocorrerão muitas mudanças até seu resultado final que pode variar de seis meses a um ano.
O inchaço pode provocar irregularidades na pele , projeção da ponta, maior angulação do nariz , assimetrias e tortuosidades que somente ficarão melhores com o tempo.

A palavra de ordem é PACIÊNCIA com sua cirurgia. E , mais uma vez NÃO COMPARE SEU RESULTADO AO DE NINGUÉM.
Fique tranquila pois eu e minha equipe estaremos sempre à disposição para tirar quaisquer dúvidas e auxilia-la no que for possível para você ter sua recuperação e resultado no menor tempo possível.